segunda-feira, 17 de julho de 2017

A HOT SUMMER DAY


As férias chegaram e infelizmente já acabaram.

Essas férias deixaram um gostinho de quero mais, até porque 2017 chegou em velocidade máxima, com muita informação e novidade que até conseguir colocar a cabeça no lugar é necessário muito descanso que não acho que irá acontecer (Quem sabe em 2018?).

Não imaginei que pudesse desvendar outra Nova Iorque nessa viagem, mas conheci uma nova cidade e o verão nova iorquino pode ser uma referência e uma opção muito melhor que o inverno. Embora eu tenha amado o Natal e o Ano Novo em NY.

Consegui manter a programação de viagem já postada anteriormente, com algumas novidades no período noturno, onde conheci restaurantes novos (ex: Hotel Carlyle, ABC Kitchen, etc.) e Roof Tops fantásticos para tomar um drink e/ou um vinho branco, já que o ambiente estava bem propício.

De fato essa época foi a que eu mais gostei de viajar, o clima estava gostoso para uma caminhada, bastante ensolarado mas não tão quente a ponto de não conseguir andar, como escurecia tarde os dias ficavam mais longos e a sensação de aproveitar melhor o dia ficava mais evidente, mesmo acordando mais tarde.

Alguns destaques dessa viagem:
  1. Jantar ao som de Woody Allen - Apesar de ter o pé atrás com muita notícia a respeito da vida pessoal de Woody Allen, o cara é uma personalidade e vê-lo tocar em um restaurante delicioso e intimista em Manhatan torna isso uma experiência para poucos. A banda de Jazz é excelente e o jantar é incrível, o som e o clima deixam o ambiente ainda mais fantástico, foi um dia que ficará na memória.
  2. Sleep no More - Ainda me questiono o motivo de não ter ido pela quarta vez no Sleep no More, como foi a minha quarta viagem a NY deveria ter ido outras 3x, mas por outros motivos (que não vem ao caso comentar) acabei não indo. Sleep no More é um teatro imersivo fantástico que todos deveriam conhecer, é uma experiência única que fará qualquer pessoa questionar o teatro convencional, simplesmente incrível.
  3. RoofTop - Essa época os bares ao ar livre são lugares obrigatórios para passar o tempo, tomar drink, conversar, conhecer pessoas, sentar e descansar. O clima é ótimo, um Chardonay gelado é um convite ao relaxamento, vários lugares com vista maravilhosa no coração de Manhattan. Somente um lugar ficou pendente: Rainbow RoofTop, é a segunda vez que tento ir e não consigo, está na lista.
  4. Williamsburg - Passar o domingo em Williamsburg e fechar na Brooklyn Brewer foi muito gostoso, sentar, tomar uma cervejinha conversar e comprar.

A viagem foi fantástica, superou as expectativas já que não imaginava que pudesse conhecer nada novo, mas caminhar pela cidade no verão torna tudo mais gostoso.

Eu não podia ter tido CIAs melhores.

Infelizmente acabou, mas como sou mordida por um bichinho inquieto de viagem e para poder sempre pensar em coisas boas, gostosas e conservar essa energia positiva as próximas viagens já estão na programação:

Final de Semana em Monte Verde (Agosto)
Uma semana em Los Angeles (Setembro - essa pelo menos será a trabalho, mas trabalhar em LA compensa)
Rota do vinho Italiana e Francesa (Outono Europeu - 2018).

Postar um comentário